segunda-feira, janeiro 23, 2006
o ex-pretê na roda
Minha amiga J ficou com D. Tudo começou com um amigo fofocando que ele a achava bonitinha [ou algo do gênero]. No primeiro momento eu me senti um pouco incomodada pelo comentário, mas por egoísmo, já que D e eu não temos nada a ver um com o outro.

Dei um empurrãozinho e disse a ela para se jogar, pois ela sempre falou o quanto acha ele lindo.

- Mas você não se incomoda?

- Não. Com ele não. A única regra é que você nunca fique com T.

- Nunca ficaria e nunca ficaria com alguém se isso fosse magoa-la.

- Vá em frente. Eu apoio. E se joga, porque ele é lerdo.

Rimos e ela ficou totalmente eufórica. Já tinha desistido de me acompanhar em uma festa, mas quando eu disse que seria a oportunidade de se aproximar, ela mudou de idéia.

O engraçado é porque a história se repetiu. No ano passado eu tive um rápido envolvimento com V, fiquei apaixonada, animada, mas as coisas sempre iam até um certo ponto e então, ele recuava. Isso começou a me incomodar até as férias de verão dele terminarem e ele voltar para o norte para concluir a faculdade. Me desliguei.

Já esse ano, trocamos alguns beijos quando estávamos meio fora de nós e então ríamos, até um dia que o lance foi forte e na hora H ele solta essa:

- Vamos parar. Não quero estragar a nossa amizade.

- Ahn? Vai estragar a amizade se parar onde parou!

Ele me soltou, virou e apagou.

Depois disso eu nunca mais deixei ele se aproximar de mim. Voltamos a nossa velha e boa amizade, dessa vez preta & branca. Minha amiga confidenciou que achava ele muito bonito e eu percebi que ele andava olhando diferente para ela. Dei um empurrãozinho e então começou a rolar uma história bacana entre eles.

- Mas você não se incomoda?

- Não. Com ele não.

- Se te incomodar, você fala, hein?

- Não temos nada, pode se jogar.

Não demorou muito para ela começar a ter o mesmo problema que eu, se encher e dar um chega para lá nele [se bem que até hoje não ficou claro quem deu um chega pra lá em quem].

Sou mesmo generosa, porque costumamos ser egoístas quando se trata de algum ex-algumacoisa. Eu saquei que vai me incomodar se for com alguém que me balançou demais, como T, como R. E aí vou ficar magoada.

Não resisti em brincar que os mais estranhos que surgem na minha vida são justamente os que ela se interessa.

Acho curiosa essa nossa relação com pessoas que passaram nas nossas vidas. Podemos não querer mais nada com fulano, mas se alguma amiga nossa se interessar por ele, há grandes possibilidade de colocar a amizade em risco. Quem já não viu essa história antes?

D e minha amiga vão namorar. Ele é pra namorar. Ela também e há tempos que anda querendo um namorado bacana e só tem se envolvido com pessoas que não valem a pena. Torço a favor. Torço contra.

Hoje ela me ligou pela manhã parecendo uma adolescente e me contou todos os detalhes. Estava animadíssima e já tentando fazer previsões.

- Vou deixar rolar.

- Sim, é melhor.

- Será que ele vai querer algo a mais?

- Você não disse que vai deixar rolar?

- Sim. O que você acha?

- Que você deve ir até onde você queira ir.

- Você não se importa?

- De novo essa pergunta? Eu fico um pouco preocupada.

- Por quê?

- Porque vocês dois são problemáticos demais. - e ri

- Ele é problemático?

- Ué, já te contei tudo sobre ele.

- Só pelo fato de ele comer apenas um tipo de peixe de um tipo de marca e fazer estoque em casa?

- Hahahahaha... isso é só detalhe. Ele tem toc e você terá que ser paciente.

- O que é toc?

- Então, pesquise na internet e já aprenda a lidar com pessoas com toc. Pelo menos ele é consciente do problema e trata. Merece uma chance. Fora que eu adoro ele e ele é bacana.

- Será que vai atrapalhar?

- Se você deixar.

E aí eu voltei a anima-la, porque sei que ela pode rapidamente se deixar levar pelos comentários toscos feitos num momento "estoucomdordecotoveloedaí?", inconscientemente claro, afinal sou demasiadamente humana e felizmente eu estou longe da perfeição.

- Dê, você não se incomoda mesmo?

- É estranho, mas não me incomoda. Ele beija bem? [lembrando que o beijo que rolou entre nós foi ruim]

- Fui moldando e aí ficou bom.

- Então aproveita!

Depois mandei um email para D dizendo que ele me deve uma garrafa de vinho pelo empurrãozinho que dei.

Curioso foi chegar em casa no início da madrugada e me deparar com os dois no maior clima, pois até então ele ficava comigo batendo papo na sala e ela se distraíndo na cozinha. Fui dormir rindo.

Postado por Desiree às 4:58 PM |



7 Comments:
Anonymous Felipe Luiz escreveu...

Peça figas ou pique, apenas isto! E teus textos sóbrios são fantásticos; "se" 0,02 % das mulheres escrevessem assim nós, homens, saberíamos lidar melhor com vocês. bj

7:04 PM  
Blogger geraldo escreveu...

Olha mulher ontem li teu blog inteirinhoooooooooo!!!!
Tava numa duvida danada e cruel!!
Enfim terminei meu namoro.....naum precisa se culpar filha!!! foi uma coisa boa que eu estava adiando, e tentando me enganar!!!!
Estou realmente mais leve... brigadooooo mesmo!!!!!
Mesmo que indiretamente
obs: Ameiiiiiii o blog!!!

12:16 AM  
Anonymous Bernardo Deluxe escreveu...

Ex-algumacoisa sempre é incômodo quando alguém mais quer. Já devo ter tido esse problema com todas as letrinhas da sopa maggi :(
Mas nunca sou do tipo que arranja quilombo... eu faço o contrário, apoio, dou a maior força, mas fico um pouco seco e agressivo... :S

2:05 PM  
Anonymous As 14 Máscaras escreveu...

Essa "Sopa de Letras" é o que chamo de "Vida".

5:23 AM  
Anonymous Fábio Vanzo escreveu...

Ex- são figurantes que não deveriam mais permanecer na história.

3:55 PM  
Blogger Ota escreveu...

ja dizia o velho sabio:
ex bom é ex morto

5:18 PM  
Blogger Fred escreveu...

T J D V R - Aff dá pra montar vários nomes de telejornais com este sopa de letrinhas amorosa!

12:47 PM  

Postar um comentário

<< Home