quarta-feira, fevereiro 01, 2006
momento histérico
Tenho meus momentos histéricos, afinal quem está livre deles? Ontem enquanto folheava uma revista feminina e lia um artigo sobre feminilidade, eu me perguntei e noiei "sou feminina ou não?". Mandei um torpedo com a questão para meus dois melhores amigos, que costumam ser as pessoas mais sinceras possíveis [o problema está no "possíveis"].

Esperei na maior agonia e ninguem respondia. Eu os teria colocado num bico de sinuca? Longos minutos depois um deles me liga e já pergunta com um tom preocupado [era para responder e não perguntar]:

- Aconteceu alguma coisa?

- Claro que não. Apenas noiei.

A conversa transcorreu sobre todos os assuntos possíveis, inclusive sobre o Big Brother, que ambos assumiram estarem assistindo naquele momento, mas em nenhum momento minha feminilidade e meu charme foram incluídos na conversa.

Desliguei sem a resposta. Uma hora depois o segundo responde via SMS mesmo:

- Claro que sim!

Espero que ele não tenha mentido, pois a pergunta ainda martela hoje na minha cabeça, já que continuo em um momento histerico-inseguro-idiota-infantil. Antes de dormir ainda fiz as continhas para ver se eu estava na tpm, já que uma espinha despontava bem no meio da bochecha e a neura poderia ter alguma ligação com esse momento feminino altamente vulnerável. Não, mas no sonho eu menstruei o ano inteiro e mesmo assim a tpm irreal permanece impregnada em mim.

Hoje só vou ouvir Air, Arcade Fire e outras bandas fofas que não vão me exaltar.

O maior problema nesses momentos histéricos é que pensamos no ex que já esquecemos e ficamos imaginando o quanto seria bom estarmos juntos. Dá aquela vontade de ligar, mandar torpedo, dizer que está com saudades. E tudo isso parece tão real. O problema é que ele sempre sabia quando eu estava de tpm e pode desconfiar que tudo não passa de um mero momento vulnerável e histérico.

Agora me fale se não é a Björk cantando em "I´m sleeping in a submarine" do Arcade Fire? Eu queria tanto ter aquela voz infantil.

Estou naqueles dias que pedimos para o mundo fazer um pit stop para podermos tomar um pouquinho de ar e refrescar. No meu caso, eu queria uma taça de champagne.

Postado por Desiree às 12:26 PM |



5 Comments:
Blogger Ota escreveu...

considerando o seu blog de níveis hormonais altos e fervilhantes, acho que a chance de você ser pouco feminina é bem improvável. a feminilidade leva à sexualidade.
se cuida, desiree, não fica enlouquecendo sozinha em casa. se quiser te convido para tomar uma taça algum dia.

4:01 PM  
Anonymous Antaggio escreveu...

Concordo - o seu blog indica que vc é muito mulher, sem ser mulherzinha, se é que vc me entende.

5:25 PM  
Blogger Fonseca escreveu...

Air? Arcade Fire? Desconheço.

5:54 PM  
Anonymous beto escreveu...

a cordinha não abriu por um fio :)

10:03 PM  
Anonymous guetoblaster escreveu...

paranoia ! self destroier !

9:27 AM  

Postar um comentário

<< Home