sexta-feira, fevereiro 03, 2006
encalhada?
Eu tenho um sobrinho que é dez ano mais novo que eu e adora pegar no meu pé. No dia de boa moça lá fui eu visitar a família, me deliciar com a comidinha da mamãe, ficar jogada no sofá vendo novela e ainda tomar um chá com pãozinho francês [ah, francês!] antes de dormir acompanhada dos latidos dos cachorros.

Onde moro meu som noturno são buzinas, gritos e som alto. Sinto falta dos cachorros. Quando passei uma curta temporada em Londres, meu amigo que me abrigou disse que sentia saudades dos latidos noturnos, pois em Londres os cachorros não latiam. Comecei a reparar e durante o tempo que estive lá nunca ouvi um latido. Isso me deprimiu.

E lá estava eu folheando uma revista feminina e entrando numa crise histérica quando meu sobrinho resolveu abrir a boca e perguntar exatamente o que eu não queria responder:

- Tia [odeio quando ele me chama assim] você tá namorando?

- Não.

- Sei. Você não tem medo de ficar encalhada?

- Encalhada? Como assim?

- Sei lá. Talvez como suas primas. A maioria já chegou aos 40, estão mais chatas do que nunca e solteiras.

- Somos diferentes.

- Como? Todas solteiras. Você é apenas mais nova, mas o restante é tudo igual.

- Estou chata?

- Chata? Não, ainda não está chata, mas acho que tá cada vez mais teimosa. Deveria arrumar um namorado. Você sempre fica mais legal quando tá namorando.

- Não quero namorar agora.

- Não quer namorar ou ninguém quer namorar com você?

- Ai, que papo mais chato. Podemos falar de outra coisa?

- Vai começar o Big Brother. Vou pensar em algum amigo pra te apresentar.

- Vai tomar no c*.

É, não fui muito delicada no desfecho da minha conversa. Depois fiquei me perguntando o porquê de ter ficado tão irritada. No fundo a gente sempre quer alguém e quando esse alguém não aparece, a gente finge que está melhor sozinha. Esse papo de "dar um tempo para me curtir" é pura balela. Falamos isso para não afetar a nossa auto-estima.

Ficar sozinha tem suas vantagens e elas são até maiores do que estar com alguém, ainda mais alguém como eu que vive mudando de idéia, sempre quer fazer alguma coisa, não consegue se desgrudar dos amigos, adora festas. Todas as crises que tive no meu último namoro foram justamente relacionadas por esses motivos.

- Você não consegue viver sem seus amigos.

- Amo meus amigos.

- Acho que eles influenciam demais você.

- Você fala isso porque tem ciúmes dos meus amigos

E a briga começava.

- Estou numa fase de querer ficar mais em casa.

E então passávamos um mês sem sair à noite e eu quase enlouquecia até ouvir:

- Se você quer sair, vá. Eu não preciso ir junto.

E eu me perguntava o porquê de eu ceder a fase dele, afinal eu poderia sair com meus amigos. Eu tinha esquecido de mim! Malditas mulheres passivas que nos tornamos quando estamos de quatro por alguém.

- Hoje tem uma festa, vamos?

- Não to afim, mas vai lá.

- Hmmm... ok. Eu vou! Vai todo mundo e eu estou com saudades.

- Legal. Divirta-se.

E então o clima ia mudando aos pouquinhos. Ele ficava mal-humorado e alegava que não estava bem. Quando eu me dava conta eu estava virando a madrugada em casa com ele. Ou se eu ia, no dia seguinte o clima entre nós era insuportável, mas sempre alegando "o problema é comigo, não tem nada a ver com você".

Quando lembro disso tudo, eu chego à conclusão que é ótimo não ter que dar satisfação e não abrir mão das coisas que gosto.

Na contra-partida, é claro que eu queria ter alguém. Sei lá, sinto uma falta imensa de me apaixonar, de ouvir "eu te amo", de ter alguém para dormir abraçadinho, de fazer planos com alguém, de fazer surpresinhas para alguém, de fazer sexo regularmente [ok, não precisa namorar para isso, mas enfim... isso é outra história], de ficar debaixo das cobertas vendo dvd e comendo pipoca, de beijar alguém no cinema no final do filme, de alguém me ligar para dizer que está com saudades e quer me ver e outras coisinhas.

Se eu sinto medo de ficar sozinha? Sinto, por mais que eu cerre os dentes para assumir isso. Não sei como os homens se sentem em relação a isso, mas a maioria da mulherada que conheço tem medo e não assume [como eu costumo não assumir também].

E enquanto essa paixão avassaladora não bate na minha porta, eu continuo me divertindo com meus amigos e minha insanidade, que está numa fase ótima.

Postado por Desiree às 10:43 AM |



8 Comments:
Blogger Paulo F. escreveu...

Por isso eu disse que quem estava certo era o Johnny Cash.

12:23 PM  
Anonymous guetoblaster escreveu...

nos tb cerramos os dentes e dizemos ! temos muito medo de ficar sozinhos !

12:55 PM  
Blogger Ota escreveu...

que dizia o Johnny Cash?

5:00 PM  
Blogger Desiree escreveu...

fiquei curiosa também! o que será?

6:00 PM  
Anonymous Randall escreveu...

Ah, tá no blog do Paulo o que dizia o Cash.

Eu acho que deve ser mais que respeitada a solteirice como opção, não me parece nem de longe o pior dos mundos. E vc não foi rude com seu sobrinho.

12:46 AM  
Anonymous karla noara escreveu...

Ainda bem que nao tenho um sobrinho assim,rsrsrs
Mas pra falar a verdade, meu problema jah eh o contrario, tah chovendo homem, aleluia!
Bem, nem tanto mas meu coracaozinho tah dividido ao meio e,é impressão minha ou estou transformando isto em divã?
Adorei, pra variar, neh?
bjos...

6:48 PM  
Anonymous eduardo escreveu...

Sempre tem alguém querendo se meter na nossa vida.
Cada um no seu cada um...
http://dudu.oliva.blog.uol.com.br

8:03 PM  
Anonymous Bernardo Deluxe escreveu...

Nossa, ficar sozinho é um dos meus maiores medos.

11:50 AM  

Postar um comentário

<< Home