segunda-feira, janeiro 02, 2006
e deu frança na cabeça
Ano novo e um monte de coisa nova para falar. Terminei de ler o livro "a vida sexual da mulher feia" e não gostei. Ele é super bem-humorado, mas um humor que não fez eu rir [será que foi alguma identificação não identificada conscientemente?]. Concordo com a autora que independente de ser feia ou bonita as coisas estão ruins para nós [a mulherada], afinal como eu já divaguei há posts atrás, as pessoas não querem mais saber de compromisso e os que aparecem, geralmente, são freaks demais.


***

Virei meu ano com meus amigos mais queridos, o que me deixou bem feliz e não fez mais nada além da presença deles ser necessário. Depois fomos para uma cidade próxima procurar uma boate gay encontrada no google. Não procurem boates no google.

O lugar era imenso e a visão que tive na minha primeira madrugada do ano foi a do inferno. Vou escrever um livro também "a vida sexual dos gays feios". Ser feio nem é problema, o problema é ter mau gosto. Ok, você pode me perguntar: mas o que é bom gosto? Se você não tem muita certeza quanto o que é bom gosto, não ouse muito, pois o risco de errar é enorme.

Tá, vou montar também um esquadrão da moda e principalmente, o esquadrão "salvem os cabelos" para ver se dá para melhorar um pouquinho as coisas.

Claro que começando o ano com a visão do inferno, eu acho que 2006 será um ano ótimo, porque 2005 eu comecei num paraíso, com um monte de gente linda à volta e muito louca. Desta vez eu estava com poucos [e ótimos como já falei] amigos e em família, numa virada tranquila e sóbria de tudo. Que 2006 seja um ano bem sóbrio.

Resolvemos antecipar a volta da viagem, já que o tempo estava ruim e ontem fomos dançar. Noite ótima, encontrei outros tantos amigos queridos, dei uma sessão "auto-ajuda" [vi que posso ganhar uns trocadinhos com isso] e terminei a noite nas garras de um francês. Não falei que esse ano vai dar França?

E eu to numa fase estrangeira e já falei isso. Acho que as coisas do lado de lá do oceano estão melhores para nós [mulherada] do que do lado de cá do continente. Francês lindo, delicioso, fofo, culto, cinéfilo, gosto musical impecável, inglês surpreendente bom e aperta como ninguém. Acho que isso que tá faltando do lado de cá: a boa pegada.

Pena que eles sempre resolvem trabalhar no Rio... vamos implantar uma praia no meio de São Paulo para ver se esses seres interessantes ficam por aqui mesmo.

E depois eu volto para falar da vida sexual da mulher feia.

--> ouvindo "Explosion in the sky" [e no quarto também]

Postado por Desiree às 2:30 PM |



4 Comments:
Anonymous daniel escreveu...

dê. agora só te chamo de dê.
até que se prove o contrário trocamos alguns "feliz ano novo" embriagados (pelo menos da minha parte).
-
nhá.
-
mas por que raios acharam que boate by google fosse ser algo bom?
2006 pé-na-jaca.
-
beijo beijo

7:52 PM  
Anonymous Fábio Vanzo escreveu...

ahauhauaha a vida sexual dos gays feios foi foda.

9:30 PM  
Blogger nandi escreveu...

franceses são tudo de bom! italianos também são ótimos, vc precisa experimentar!;-) rsss

9:58 PM  
Anonymous Randall escreveu...

Cara, seu blog é uma delícia!

Sobre o lance de só os freaks quererem compromisso, acho que enterraram a carapuça em mim... sempre foi assustadoramente estranha minha compulsão em ligar no dia seguinte!

11:38 PM  

Postar um comentário

<< Home