quinta-feira, outubro 19, 2006
das bobagens femininas
Eu sofro uma perseguição virtual. Mulheres costumam ser vingativas e sinto que sou vítima de uma. Pelos recados ofensivos, eu imagino que tal pessoa com tanta mágoa no coração tenha se sentido lesada por mim de alguma forma. Seguindo ainda esta linha de raciocínio imagino que eu tenha ficado com alguém que essa pessoa goste.

Já cogitei da tal pessoa fazer parte do meu círculo de amizade, mas na última mensagem dela ficou claro que não. Tudo que ela sabe sobre mim foi conseguido pelos meus rastros virtuais. Tal perseguição já rola há um ano, o que faz eu concluir que causei um dano enorme a alguém e claro, curiosa em saber o que foi. O que eu lamento é não ter como reparar tal dano e nem contribuir à saúde mental do ser, quem me dera poder mandar um poderoso pacotinho de Valium ou pílulas da felicidade, quem sabe assim ela me abraçaria e diria "eu te amo e nem é porque estou louca".

A vingança é algo que me comove no ser humano, pois o quanto se corrói até se dar por satisfeito? Quantas vezes passamos por uma situação em que não reagimos e ficamos dias a fio nos martirizando por ter ficado de boca calada e as respostas mais geniais desfilam à nossa frente?

Isso me faz lembrar das vezes que eu [e várias amigas] queria alguém arrasador a tiracolo para me acompanhar em alguma festa apenas para que ele sentisse um ponta de inveja, quando muitas vezes eu imagino que ele tenha sentido alívio de ver que finalmente eu estava bem o suficiente para largar do pé dele. Há tempos atrás uma amiga me ligou perguntando se eu tinha algum amigo bonitão para acompanhá-la em uma festa porque alguém comentou que ela não era capaz de conquistar alguém. E para que provar? Mas vivemos querendo calar a boca das pessoas. Eu sugeri alguns amigos em comum, mas gays e o problema morava aí, pois a pessoa tinha dito justamente que ela só conseguia gay. Ela no desespero pensou em contratar um garoto de programa.

Babaquice? Insegurança? Claro, mas quem não sofre desses males de vez em quando? Quem já não passou por situação semelhante? De qualquer forma, Murphy na sua crueldade sempre nos castiga, se estamos lindas como nunca e com um apolo a tiracolo, provavelmente ele não aparecerá.

Eu acho curioso quando numa traição o homem é o vítima. A preocupação dele [caso descubra] geralmente é se houve sexo e se o sexo foi melhor do que o que ele oferece. Aquele lance de foi sexo por sexo funciona quando a mulher é quem foi traída. Claro que isso não gera conforto, mas nos preocupamos se houve um interesse emocional, se a outra é mais bonita, se ele quer encontrá-la novamente, etc. Pensamos também em como foi o rala e rola
, mas isso é o menos dos pesadelos.

Mesmo em meio a liberdade sexual [e nós mulheres mais bem resolvidas] ainda sofremos de males demasiados humanos. O homem vai continuar com o instinto de caça e gostar de ter a decisão nas mãos dele: eu me interesso, eu vou atrás [há exceções, mas na maioria o comportamento ainda é a moda antiga] e a mulher vai bancar a mulher maravilha, mostrando-se forte, independente e não estou nem aí para você, mas no fundo também vai continuar esperando que ele ligue, que ele a convide para sair e se surpreendendo se ele puxar a cadeira para que ela se sente no restaurante e especialmente se ele pagar a conta. Gostamos de paparicos, mas raramente admitimos.

Às vezes eu sinto que o mundo se perdeu. Alguém mande um Google Earth para ele se encontrar?

Postado por Desiree às 3:18 PM |



6 Comments:
Anonymous Anônimo escreveu...

Ah, eu escrevi sobre algumas coisas dessa esses dias. Claro, de uma forma muito mais conservadora e antipática, mas sim. :D

5:22 PM  
Anonymous Anônimo escreveu...

vc tem razão...
estamos todos perdidos.
demorei séculos pra admitir que sou romantica E passional...
mas foi um aprendizado e tanto quebrar a cara com alguns aí, que nem eram tudo isso...
depois que passa, eles nunca são maravilhosos como a gente imaginava, né não????
bj

2:30 AM  
Anonymous Chic0 escreveu...

No terceiro volume do "Guia do Mochileiro das Galáxias (A Vida, o Universo e Nada Mais)", há um personagem chamado Agrajag, que nutre um ódio infinito contra o protagonista pois considera-o sempre responsável por todas as suas mortes (em várias reencarnações), embora a presença deles seja apenas uma coincidência.

Talvez a vida seja apenas uma grande coincidência!
Se você parar pra pensar... Quantos bilhões somos neste planetinha? E quantas pessoas efetivamente poderiam se contatar mais de uma vez sem a internet?
E há gente perdendo tempo com vingancinhas bobas!
O Ser Humano realmente é Ridículo!
;)

Um Beijo!

8:56 AM  
Anonymous Viviana escreveu...

Nice to meet you!

Desiree vim by Fugu F. E tenho a dizer:

Antes de qualquer coisa, atraimos e repelimos pessoas, isto é preceito universal.

Eu, particularmente, muito me encantei com teu espaço, com a atmosfera como um todo. Vim e pretendo ficar, ora veja você!

Qto ao assunto do post.

O mundo está muito confuso, as pessoas estão muito perdidas, porque receberam uma educação insensata com relação a melhor maneira de ser, de viver e de considerar o que é realmente importante.

Hoje, infelizmente, se valoriza muito a competição e isto tem a meu ver um aspecto muito negativo quando não dosado de forma equilibrada. Muitos e muitas extrapolam neste detalhe e há ainda aqueles que não trabalharam e jamais trabalharão seu lado mais vil, mais recalcado.

É uma pena, mas muitos sequer agem amorosamente em relação a sua própria pessoa. Sequer sabem o que é auto-estima e não tem a menor idéia de que amor é ódio podem sim andar juntos... rsrsrs

Fique tranquila, no entanto atenta. O comentário do Chico foi muito real, me fez lembrar de um filme chamado 'Louca Obsessão' com Kathy Bates!

A história é mais ou menos assim: Após sofrer um acidente em uma região isolada, um escritor é salvo por uma ex-enfermeira que é grande fã de seus livros. Entretanto, após saber que ele pretende matar sua personagem mais famosa em seu próximo livro, ela passa a torturá-lo na intenção de fazer com que ele desista da decisão.

E vc pode imaginar o que uma mente movida a recalque e conflitos além de altos devaneios é capaz....(risos)

De qualquer maneira, certamante como guardiãos estaremos sempre por aqui.

Bjos. Venha me fazer uma visita, as soon as possible!

ps: pra não perder o rumo teu blog está linkado desde já!

7:45 PM  
Blogger Lorena escreveu...

Querida Desiree,
Realmente esse é um caso sério! Quando meu ex terminou comigo tínhamos 2 anos de namoro e depois de uma semana do ocorrido descobri que ele havia terminado comigo pra voltar pra ex-noiva dele. No nosso namoro haviam muitos problemas por causa dela, pois ela ainda era apaixonada por ele. Enfim, quando fiquei sabendo disso aí mesmo que fiquei com mais raiva dela. Não ódio, mas raiva. Hoje ele pra mim é indiferente, é como se não fosse ninguém sabe? Mas ela... Eu não consigo nem olhar que já me faz mal. E essa situação me faz um mal insuportável, pois é muito ruim sentir raiva ou mágoa de alguém. Pra você ter idéia, já fui até conversar com um padre, de tanto que eu me sinto mal. De repente é assim que essa pessoa deve estar se sentindo. Mas também você não sabe o que pode ter feito pra fazê-la tanto mal. Não se preocupe! Tenho certeza, pelo que disse no post, que você não fez nada que pensasse em magoar ou prejudicar alguém.
Te desejo um fim de semana iluminado!
Beijos no seu coração!

12:27 PM  
Anonymous Bernardo escreveu...

O mundo se perdeu completamente... fico chocado sem saber como criar um filho no mundo de hoje... é uma mistura de comportamentos e atitudes antes comuns a várias idades e gêneros... ai.... tudo muito complexo...
Mas vai... a vingança quando murphy não interfere tem aquele gostinho especial que não tem cominho nem curry no mundo capaz de dar ;)

12:12 PM  

Postar um comentário

<< Home