sexta-feira, maio 12, 2006
sosingular
Ainda remetendo ao meu lado imagético, um dia desses eu comprei um livro apenas porque gostei da capa. Não busquei referência, não li sobre o que que era. Apenas consultei o valor, achei razoável pela capa bonitinha, paguei e segui ansiosa para chegar em casa e desvendar os mistérios daquele livro. Não havia nenhum. Entediei-me na terceira página e logo pensei por qual livro eu o trocaria, porque aí cheguei à conclusão que capa bonita por capa bonita, eu compro a Vogue todo mês. Dias em que mera aparência nos decepciona.

Eu não gosto muito de me identificar com livros. Gosto de estranhamento. Gosto de me perceber, mas não descaradamente. Gosto quando sinto que sou cutucada. Não gosto de leituras que eu tenho a impressão que foram escritas a partir da minha pessoa. Não me acrescenta nada de novo, faz eu me sentir a mais normal do planeta e parte de uma comunidade de mulheres aborígenes que todos os dias se olham no espelho e repetem "eu sou feliz sozinha, eu sou feliz sozinha", rumam ao trabalho sonhando com o princípe encantado que está careca de saber que não existe, mas dá mais uma chance para sonhar bestamente com uma história de amor, que ela sabe que não vai acontecer, pelo menos não daquele jeito todo cinderela.

É, o livro traz à tona a mulher moderna, que sabe o que quer, que ama os amigos, que não tem tempo para nada, que é comprometida apenas consigo mesma, que é exigente, que quer uma relação, mas não quer qualquer uma. É o tipo de mulher que assusta e muitas vezes se esconde atrás de suas próprias fragilidades e mascara seus sonhos.

Sabemos que ninguém precisa de ninguém para ser feliz, mas isso não é o suficiente para querer ficar sozinha. Sabemos que ninguém merece uma relação estressante, mas mesmo assim, gastamos tempo esperando o telefone tocar, falamos horas de alguém que não nos dá a mínima, perdemos tempo com namorados possessivos que só empaca nossa vida ou mesmo ficamos confabulando sobre o que "ele" está fazendo naquele momento em que não está com você.

A definição da mulher do século XXI [ou sósingular] é “uma pessoa que se diverte sendo solteira, mas não é contra estar em uma relação, e que prefere estar só a namorar apenas para fazer parte de um par”, fora o fato de eu ser romântica. Se isso resume tudo, eu faço parte do grupo, pois não quero apenas fazer parte de um par, eu quero fazer parte de um par que tenha a ver comigo e isso parece cada vez mais difícil.

Postado por Desiree às 4:49 PM |



17 Comments:
Blogger Ants escreveu...

o par só faz sentido quando parece um

5:45 PM  
Blogger Edward Bloom escreveu...

Eu não consigo comprar livros sem olhar a sinópse. Pelo menos 2 linhas. Mesmo tendo na capa coisas que eu considero obras divinas, por exemplo, M&Ms e tal. Li a sinópse desse aí e parei em "uma personalidade que transcende". Tudo que usa a palavra transcender está errado. Perceba, perceba.

7:56 PM  
Blogger Serjones escreveu...

Gosta de ser cutucada?
Vem cá que eu te cutuco gostoso! hahaha

PS: Achei a capa do livro a sua cara mesmo...

2:12 AM  
Blogger Marco Santos escreveu...

Concordo contigo. Não é bom ficar sozinho, mas é pior estar sozinho acompanhado.
Um beijo.

11:49 AM  
Blogger monica escreveu...

Oi, tdo bom?? Minha primeira vez mas prometo que não será a última. Adorei teu blog.
É, já fiz isso tb. Somos muito influenciados pelas imagens, não adianta.
=**

8:11 PM  
Anonymous deborah escreveu...

eu parei de comprar livros pq nenhum cutucava.

8:20 PM  
Anonymous Pantera escreveu...

Quero me apaixonaaaar! Ai quero sim!!! E claro desse jeito aí que você falou, não por obrigação mas porque é bom, é gostoso demais e porque cansei de ser solteira... Já tem tanto tempo! Me divirto sim mas caaaansa... Chega uma hora a gente quer aquele carinho fixo, aquele cara que te ama, que está sempre lá pra você...

1:42 AM  
Blogger Ethan escreveu...

Seus textos não fazem bem pra minha cabeça Haha Ja sou sequelado demais

10:29 AM  
Blogger Fugu F. escreveu...

Hum ... Mas porque a gente tem mania de querer definir a mulher do séc XXI, o homem da década (ou da semana ... rssss)o amor ideal, a relação bacana? Acho que gostar de livros que não se pareçam com a gente já é um bom indício de que podemos, simplesmente, tentar compreender o diferente,o desconhecido, o que traz outro código nas veias. Homens também podem ser como os "livros místicos" de John Donne. Diferentes de nós, e por isso mesmo deliciosamente desafiadores. Beijo da Fugu

1:39 PM  
Blogger André escreveu...

o livro era marketeiro...qq um se identificaria com ele...até homem, claro! concordo com tua definicao, e principalmente na dificuldade em achar alguem que combina com a gente...

1:04 AM  
Anonymous Tiago escreveu...

eu quero fazer parte de um par que tenha a ver comigo e isso parece cada vez mais difícil.

..e como está.

11:59 AM  
Blogger Santa Pecadora escreveu...

Ah, minha cara. É por isso que eu larguei os livros cutuquentos e parti direto para os da Maitena. Obras que explicitam todas as nossas doideras, mas é bom rir da própria desgraça de vez em quando!

1:09 PM  
Anonymous Fernanda escreveu...

Amei!!! Me identifiquei muito com sua definição de mulher moderna... e concordo plenamente com seu desejo em relação a um par... pq nossa vida já é complicada demais para ter uma relação por mera conveniência... Bjos

9:24 PM  
Blogger Bel escreveu...

Serve comentar dizendo só: "É isso aí." ???

11:12 PM  
Blogger bluepaul escreveu...

bueno

(freemusic.biz)

9:03 PM  
Anonymous nathy escreveu...

Olá, achei seu blog porque estava fazendo uma pesquisa no google sobre sósingular....

E foi engraçado,quando comecei a ler o blog, porque comprei o livro pelas mesma razões que você e tive a mesma reação quando comecei a le-lo...

O velho ditado: não se compra livro pela capa, né?

Beijão...

1:33 PM  
Anonymous Anônimo escreveu...

Comprei e li o livro
e achei o máximo, adorei!
Em primeiro lugar, não achei que
o livro se referisse apenas a mulheres e sim a um perfil de pessoas que consegue satisfazer-se sem, necessariamente, a presença de um companheiro. Na minha opinião, são as pessoas mais inteiras, menos dependentes e mais felizes.
Recomendo!!!

2:30 PM  

Postar um comentário

<< Home